Palestra sobre educação financeira a policiais militares

05/02/2020

O evento aconteceu na Universal no bairro Jardim Brasília, na zona leste da capital paulista

Na última sexta-feira, 31 de janeiro, o programa social Universal nas Forças Policiais (UFP), esteve presente na reunião geral do 19º Batalhão da Polícia Militar Metropolitana.

Trata-se de uma solenidade que o batalhão realiza trimestralmente para valorização de seus policias. Nela são feitas diversas honrarias, como entrega de medalhas, entrega de láureas, além de orientações gerais para todo o efetivo. Nesta, em especial, também estava sendo comemorado o aniversário de 41 anos do batalhão.

Parceria

Dessa vez o evento foi realizado na Universal do bairro Jardim Brasília, zona leste da capital paulista, cuja localização integra a área da 2ª Companhia do 19º Batalhão.

Para o Tenente Coronel Carlos Lucena (foto abaixo, no centro), comandante do batalhão, a parceria da Universal, por meio do programa UFP, é fundamental. Uma vez que, ao ceder o espaço para a realização do evento proporciona acomodação, recursos audiovisuais e estacionamento para reunir um efetivo considerável de homens e mulheres.

Além disso, o UFP ofereceu uma recepção com um coffee break. “E, principalmente, a acolhida, a colaboração, a amizade e a educação na valorização dos profissionais de segurança pública da Polícia Militar do Estado de São Paulo”, declara o Tenente Lucena.

A importância da Palavra de Deus

Logo no início da solenidade, foi dada a palavra ao Pastor Roni Medeiros (à direita, na foto ao lado), Major-Capelão da Polícia Militar do Estado de São Paulo e responsável pelo trabalho do UFP no Brasil e no mundo.

Na oportunidade, citando uma passagem bíblica (Jeremias 9.23) ele falou aos presentes sobre a importância de ler a Palavra de Deus e tê-la como instrumento em suas vidas. Em seguida convidou a todos a fazerem a oração do Pai Nosso.

A partir daí, deu-se início às homenagens e honrarias.

Educação financeira

Outro momento importante do encontro foi a palestra “Saia do vermelho e equilibre as contas” com a jornalista, escritora e palestrante Patrícia Lages, especialista em educação financeira.

Patrícia, que também é voluntária do UFP, deu dicas valiosas sobre como fazer um controle financeiro eficaz, fugir das armadilhas dos empréstimos consignados e como fazer investimento sem a necessidade de ter altas quantias disponíveis.

Para o Major Carlos Eduardo Banhos Ignácio (foto abaixo), chefe do Estado Maior do 19º Batalhão da Policia Militar Metropolitano, palestras como essa é fundamental para que todo cidadão, inclusive o policial, saiba gerir suas contas. Possibilitando assim, momentos de lazer e tempo para a família e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida.

“É fundamental que nós tenhamos um policial bem treinado, com uma situação financeira equilibrada, para que ele estando com boas condições de saúde mental possa prestar um serviço de boa qualidade para a sociedade da qual nós também somos parte, pois também somos cidadãos”, declara o Major Ignácio.

UFP nos Batalhões

A participação do UFP no evento foi coordenada pelo Pastor Percy Ladeira, que destacou o trabalho social, espiritual e humanitário realizado pelo programa dentro dos batalhões.

“O policial, seja masculino ou feminino, todos eles são pais, maridos, filhos, esposas, mães. São seres humanos que também precisam de cuidado, de atendimento, precisam ser ouvidos. Então, o UFP veio pra isso, pra ouvir o policial”, esclarece.

Ele destaca ainda casos de policiais que os procuram com problemas de ordem psicológica (desejo de suicídio), problemas de relacionamento e até material e são assistidos pelos voluntários.

Oficial de Relações Públicas do 19ª Batalhão, o 1º Tenente Tiago Pereira (foto abaixo), além de organizar a solenidade também foi o cerimonialista.

Ele declara que acompanha voluntariamente as reuniões que o UFP realiza no batalhão e tem testemunhado o quanto elas são ecumênicas e elucidativas. “Não se fala em igreja, o que é levada é a Palavra de Deus. Nós temos diversos policiais que são de outras religiões e outras denominações e que participam voluntariamente, porque aquilo traz paz de espírito para esses policiais que convivem com coisas terríveis o dia inteiro”, ressalta.

Princípios bíblicos aprimora o caráter

Ele acrescenta ainda que embora a Polícia Militar disponha de psicólogos e tenha também um programa denominado “PMs de Cristo”, que também visa levar Deus e não uma religião, por ser um grupo menor, não consegue atender a todos os batalhões.

“Porque quando falamos de Deus, levamos princípios bíblicos que auxiliam a pessoa a manter o seu caráter de retidão, a manter uma conduta correta. Então esse programa proporciona um bem para o policial e para a sociedade, pois volta em benefício para ela ”, conclui o oficial.

Fake news

Questionado sobre as Fakes News (notícias falsas em inglês), recentemente divulgadas por alguns sites de que a Universal estaria criando um exército paramilitar, o Tenente Pereira é categórico:

“As instituições militares têm a sua filosofia amparada em seus códigos de ética e na constituição. Mesmo que se quisesse objetivar isso, não se conseguiria criar porque o sistema militar é o mesmo reproduzido nos demais estados. Essa base vai para todos os outros estados do Brasil”, esclarece.

De acordo com o oficial, na verdade o que a Universal proporciona é um benefício espiritual para o policial que, consequentemente, também beneficia a sociedade. “A sociedade é atendida por esses policiais e tudo aquilo que nós tivermos de positivo para as instituições reflete na sociedade. A base espiritual faz muita diferença. E base espiritual não é bandeira de igreja e nem religião. Inclusive, seria importante que outras entidades em nível nacional também tivessem essa iniciativa da Universal”, pondera.

O objetivo do UFP

De acordo com o Pastor Roni Medeiros, o UFP possui três vieses: espiritual, social e de valorização humana.

O espiritual acontece quando os voluntários levam Palavra de Deus até eles. O social se dá por meio das palestras oferecidas com especialistas em diversas áreas. Como psicólogos, juristas, escritores, etc. Sempre com a finalidade de trazer benefícios ao dia a dia do policial.

“Quando a igreja sede o espaço para recepcioná-los com dignidade e conforto está trazendo valor para essas pessoas”, destaca o Pastor Roni.

Liberdade religiosa

Durante o encontro, também foram disponibilizados gratuitamente uma variedade de literaturas e todos tiveram liberdade para escolher os temas que tinham interesse.

“Nós demos liberdade religiosa para que eles peguem o que for mais apropriada para cada um. Nós estamos fielmente cumprindo a lei, dando liberdade religiosa que é o que a lei assegura e dar assistência de forma a obedecer às leis. A intenção é de fato ajudá-los”, garantiu.

Reconhecimento e valorização

A empresária Maria de Fátima Buriti, de 47 anos (foto à esquerda), é voluntária do programa desde que ele foi lançado e acredita que é muito importante para esses homens e mulheres saberem que não estão sozinhos, que existe alguém que se preocupa com eles e com seus familiares. “Eles prestam um serviço maravilhoso. Saem de casa, dão a vida para proteger sociedade e muitas vezes a sociedade não valoriza isso. Mas nós da UFP estamos dispostos a lutar por eles”, declara.

Para a enfermeira Roberta Alexsandra Xavier (foto abaixo), de 44 anos, é uma honra fazer parte do UFP. “Lidar com eles me fez olhar as coisas de forma diferente. Eu tinha a visão da polícia carrasca, polícia que pune, polícia que prende”, confessa.

Mas hoje a enfermeira tem outro olhar. Ela diz que agora enxerga uma “polícia que ama, que cuida, uma polícia que estabelece a ordem, porque tem que ter a ordem. São humanos que são extremamente fortes, pois, executam um trabalho diário e aguentam calados as suas dores e os seus sofrimentos. Eles são homens e mulheres que precisam ser reconhecidos sim. Eu me sinto honrada por te sido selecionada para levar esse acolhimento espiritual e, às vezes, me tornar parte da família deles, porque eles passam mais tempo com a gente do que com a família. É muito gratificante”, diz.

Cerca de 500 Policiais Militares estiveram presentes no evento, além de familiares e demais autoridades.

Para acompanhar o trabalho do Universal nas Forças Policiais, clique aqui e curta a página oficia do programa no Facebook.

Confira abaixo mais fotos do evento:


  • Jeane Vidal / Fotos: Mídia FJU
0 Comentários

Adicione um comentário

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


POSITIVA

A RÁDIO QUE TOCA

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Anderson Freire

MEU HOSPITAL

02.

Bruna Karla

Advogado Fiel

03.

Aline Barros

Casa do pai

04.

Adilson silva

Deus acima de tudo

05.

Marcello Brayner

AMIGO VERDADEIRO