Em templos da Universal por todo o mundo, mais de 13 mil pessoas se casaram simultaneamente

24/05/2019

Confira como foi a primeira Celebração dos Casamentos de 2019

Às 15h, horário em que a equipe de reportagem do portal Universal.org chegou ao Templo de Salomão, em São Paulo, a movimentação já era intensa. De um lado, os organizadores do evento finalizavam todos os detalhes da Celebração dos Casamentos. De outro, noivos e noivas chegavam para a assinatura da ata oficial da celebração, marcada para começar às 16h.

Pontualmente, às 19h30, ao som do Coral do Templo de Salomão, os casais começaram a entrar pelo tapete vermelho nas dependências do santuário do Templo, a fim de participar da cerimônia, que foi realizada pelo casal Renato e Cristiane Cardoso.

Ao lado de amigos, familiares e dos membros participantes da Terapia do Amor, 183 casais oficializaram a união diante de Deus. Já em templos da Universal por todo o mundo, mais de 13 mil pessoas se casaram simultaneamente. Só no Brasil, nos 26 estados e Distrito Federal, 10.784 homens e mulheres selaram a união naquele que é o maior casamento simultâneo já realizado no país. Outros 68 países reuniram 2.861 cônjuges.

Durante a cerimônia, Renato e Cristiane destacaram a importância do casal se tornar “um só”. Eles fundamentaram seus ensinamentos na passagem descrita de 1 Coríntios, no capítulo 6, versículos 16 e 17.

“Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque diz, serão dois uma só carne. Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito”

“Os anos que tivemos problemas – no começo do casamento – foi por causa da resistência de ambos, ou seja, um tentando impor o seu jeito sobre o outro. O casamento quase faliu. Quando sacrificamos, em cada um de nós, a parte que não deixava existir o encaixe, nos tornamos uma só carne, de forma que hoje é impossível ver um, sem pensar no outro”, destacou Renato.

Deus criou o homem, mas depois viu que não era bom que ele vivesse só (Gênesis 2:18). Portanto, a ideia original do casamento é que os dois se unam para que, juntos, sejam apenas um. Contudo, de acordo com Cristiane, muitos casais não querem abrir mão de jeitos, gostos e manias para fazer o casamento dar certo.

“Aí você entende a razão de o casamento, muitas vezes, não dar certo. As pessoas não querem ‘ser uma só’. Se você não mudar, não se tornará uma só carne, então, não faz sentido você se casar. Se você quer ser amado, ter uma pessoa que vai estar ao seu lado para o resto da vida, então, tem que saber que vai ter que se tornar um com o outro”, ensinou Cristiane.

Ainda de acordo com Cristiane, se tornar um com o outro, na prática, requer esforço e dedicação. “Exige sacrifício. Tem que negar a sua vontade e servir a outra pessoa e, normalmente, a gente não quer servir, a gente quer ser servido”, ponderou ela.

Todavia, Renato ainda reiterou que o amor, idealizado por Deus, diz respeito ao cuidado e o se importar com o que o outro precisa. “Amor, no sentido bíblico, é servir. Então, quando você faz o bem à outra pessoa, quando você a faz feliz, você se sente bem consigo mesmo. E se a outra pessoa pensa, pelo menos um pouco, ela também vai querer retribuir e lhe tratar bem. Então, um vai sacrificando seu jeito para se ajustar ao outro e, assim, se tornarem um só”, esclareceu Renato.

Os personagens desta cerimônia

Conheça abaixo algumas histórias que encontramos nesta cerimônia para lá de especial:

José e Telma: após 30 anos de união, a bênção de Deus

Há mais de 30 anos, a técnica em Análises Clínicas, Telma Maria Alves dos Santos, de 63 anos, e o enfermeiro, José Aparecido Silvestre, de 69 anos, decidiram se tornar um só. Eles se conheceram no hospital – onde trabalhavam – e, desde então, não se separaram mais.

Um namoro rápido, que deu origem a uma união duradoura. “Fomos morar juntos durante um ano e nos casamos depois. Dentro desses trinta anos tivemos problemas, planícies e relevos, mas fomos consolidando tudo com Deus”, relembrou Telma.

Contudo, embora tivessem legalizado a união no civil, eles contam que ainda lhes faltava a bênção de Deus. Por isso, mesmo depois de todo esse tempo juntos, eles decidiram se casar nesta Celebração especial da noite de quinta-feira (23). Para José, o casamento marca um novo começo em seu matrimônio.

“Daqui para frente esperamos ser muito mais abençoados, porque a bênção é a unção de Deus no casamento. Então, eu tenho certeza que a partir de hoje o nosso relacionamento vai melhorar, o que não melhorou nesses trinta anos juntos”, reforçou.

Marco e Raquel e o pedido da filha

Quem diria que uma criança cobraria os pais para se casarem. Foi o que aconteceu com Raquel Cristina Santilena, de 41 anos, e Marco Aurélio Rodrigues, de 42. O casal, que também se casou no Templo de Salomão nesta noite, conta que foi a filha deles, Abigail Santilena Rodrigues, quando tinha apenas quatro anos, quem cobrou o casamento dos pais.

“Minha filha começou a pedir um casamento religioso. Disse que a gente não tinha fotos de noivos, então não éramos casados e não poderíamos nos beijar. Ela também perguntava quando nos casaríamos, pois queria nos ver casando”, relatou Raquel.

Juntos há mais de 20 anos, os dois resolveram sair de Florianópolis, em Santa Catarina, para se casar no Templo de Salomão, em São Paulo. O motivo: fruto de um propósito que Raquel fez com Deus.

“Minha filha e eu pedíamos a Deus para que o Marco aceitasse fazer o curso (Casamento Blindado, pré-requisito para quem deseja se casar na Celebração dos Casamentos) e se firmasse com Deus, e agora estamos aqui. Ele está vindo à igreja comigo e hoje estamos celebrando o nosso casamento”, comemora Raquel.

Ele ainda garante que, sobretudo, tem feito o possível para agradar sua esposa. “Eu me esforcei para agilizar as coisas, a fim de nos casarmos aqui, porque eu sei que era um sonho que ela sempre teve”, pontuou Marco.

Norberto e Suelen: do Japão ao Templo de Salomão

O autônomo Norberto Shimada, de 37 anos, e a operária Suelen Vargas, de 35 anos, enfrentaram uma distância maior que a de Raquel e Marco. Eles vieram do Japão, especialmente para celebrar o casamento no Templo de Salomão.

Eles se casaram no civil há apenas três meses, mas já estão juntos há 3 anos. Suelen conta que casar-se na igreja não fazia parte de seus planos. “Eu nunca quis me casar na igreja, de noiva. Mas acompanhando os ensinamentos da Terapia do Amor, foi nascendo uma vontade em mim”, relembrou.

Além da distância do Japão ao Brasil, o casal ainda enfrentou a distância de Campinas, no interior de São Paulo – onde estão hospedados -, até chegar ao Templo de Salomão. “Poderíamos ter nos casado lá em Campinas, mas já que estamos aqui, então, decidimos nos casar no Templo”, relatou Suelen.

Norberto, por sua vez, fez questão de agradecer à esposa pelo momento. “Graças a ela, aproveitamos esse momento e valeu muito a pena”, comemorou Norberto.

Jean e Vanessa: um recomeço

Um casal com um histórico marcado por dois casamentos fracassados. Foi nessas condições que os empresários Jean Matrak Filho, de 42 anos, e Vanessa Florentino Matrak, de 27, se conheceram. Além disso, os dois estavam afastados da presença de Deus. Ele há três anos e ela há cinco.

Quando se conheceram, em outubro de 2018, decidiram que também voltariam à prática da fé. “Eu vim de dois casamentos frustrados e com o coração muito ferido. Em dezembro de 2018, voltamos e nossa entrega foi rápida”, explicou Jean.

Em pouco tempo, a vida dos dois foi sendo reconstruída. “Eu decidi que seria diferente. Começamos a buscar a Deus juntos. Eu recebi o Espírito Santo na ‘Vigília da Virada’ (ocorrida em 31 de dezembro de 2018) e ela na Páscoa. Na sexta feira, 17 de maio de 2019, nos casamos no civil e, hoje, viemos celebrar o casamento diante de Deus”, destacou Jean.

O casal, que saiu de Goiânia, estado de Goiás, garante que obedecer e sacrificar a Deus foi o caminho para construir uma nova vida em tão pouco tempo. “Começamos a escutar a voz do homem de Deus e resolvemos fazer tudo certo. Abdicamos de tudo o que não agradava a Deus e começamos a seguir e a obedecê-lO”, reforçou o noivo.

Sacrifício com Deus

Ainda durante a celebração, Renato Cardoso destacou que, da mesma forma que uma pessoa se casa com a outra, ela também deve se relacionar com o Altíssimo. “Quem se casa com Deus, tem o DNA mudado. Pois Deus muda a história da pessoa. Quando você se entrega, Ele vem e faz de você uma nova criatura”, finalizou.

Confira mais detalhes na reportagem exibida pelo jornal “Fala Brasil”, da Rede Record:

Você também pode se casar na “Celebração dos Casamentos”

Se você e seu parceiro estão entre os casais que realizaram esse sonho, parabéns, pois com a bênção do Altar vocês estarão preparados para construir um casamento feliz e duradouro.

Mas, se ainda não foi possível participar, não fique triste. Comece desde já a se preparar para não perder a próxima oportunidade, que será em 2020.

Ministério Público de Portugal arquiva inquérito que investigava supostas adoções ilegais na Universal

19/05/2019

Investigações desmentiram depoimentos de supostos pais biológicos de crianças que teriam sido adotadas ilegalmente por Bispos e Pastores. Entenda

O Ministério Público de Portugal arquivou o inquérito que investigava uma suposta rede ilegal de adoção de crianças, mantida pela Universal, em 1990. A informação foi confirmada pela Procuradoria-Geral de Portugal, neste sábado.

O inquérito havia sido instaurado em 2017, após uma série de reportagens da rede de televisão TVI, ser exibida, onde fazia falsas declarações a respeito de adoções de crianças.

Todas as reportagens foram articuladas pelo ex bispo da Universal, Alfredo Paulo, que participou da série como uma das fontes.

Reportagens mentirosas

Durante as reportagens, supostos pais biológicos alegavam terem sido enganados para que seus filhos pudessem ser adotados na igreja. Uma acusação caluniosa que, de acordo com o despacho de arquivamento do inquérito, foi desmentida durante a investigação.

Além disso, os supostos pais declararam não terem assinado qualquer documento para adoção das crianças. Contudo, a investigação também provou o contrário. “foi igualmente desmentido por parte das restantes diligências de prova” reiterou o juiz no despacho.

Nenhum pai nunca havia apresentado, sequer, uma queixa contra a Universal, antes das reportagens exibidas pela TVI, o que também foi ponderado pelo judiciário português “não houve notícia de qualquer pai ou mãe biológica que tivesse junto de qualquer entidade pública apresentado queixa pelo desaparecimento de qualquer criança ou da impossibilidade de aceder a qualquer criança”, diz.

As acusações diziam que crianças abrigadas no Lar Universal, que era mantido pela Universal na década de 1990, teriam sido raptadas, levadas ao Brasil e aos Estados Unidos para serem adotadas ilegalmente por Bispos e Pastores.

O que muito impressiona é uma rede de televisão com mais de 20 anos de existência, acreditar em mentiras de um ex Bispo, que responde por diversos processos e possui um histórico desonesto, exibir uma série de Fake News, subestimando a inteligência de seus telespectadores e do judiciário do país.

Entretanto, mais uma vez, acusações infundadas, partindo de um ex Bispo, expulso da Universal por adultério e roubo, não prevaleceram à verdade. Mais uma vez a justiça desmentiu Alfredo Paulo e seus aliados que, movidos pela intolerância e desejo de denegrir a imagem da Universal, se prestaram a uma atitude questionável, criminosa e mentirosa.

Por Rafaela Dias / Foto: iStock

Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA)

01/05/2019

Resultado de imagem para titulo de eleitor

A partir do dia 13 de maio, os eleitores de Livramento de Nossa Senhora, Dom Basílio, Jussiape e Rio de Contas deverão realizar o recadastramento biométrico. O comunicado é do próprio Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). O procedimento é obrigatório e o cidadão que não atender ao chamado terá seu título cancelado. Para ser atendido, o eleitor poderá, a partir da segunda-feira (06/05), utilizar o serviço de agendamento disponibilizado no site do TRE-BA.

Em caso de cancelamento, o eleitor poderá enfrentar alguns contratempos em relação a outros documentos que dependem da certidão de quitação eleitoral. A quitação é exigida, por exemplo, para obter passaporte ou carteira de identidade; adquirir empréstimos nas autarquias, nas sociedades de economia mista, nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos; inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, e neles ser investido ou empossado; renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; entre outros.

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


RADIO POSITIVA AVIVANDO

MUSICAS

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Anderson Freire

Raridade

02.

Bruna Karla

Advogado Fiel

03.

Aline Barros

Casa do pai

04.

Adilson silva

Acalma o meu coração

05.

Marcello Brayner

Precioso